"A joalheria LASCAA assume a possibilidade de um diálogo entre os princípios imateriais e materiais, são mediadores entre os estados de existir. Sua produção feita manualmente nos conduz a um cuidado distinto
do fazer, onde os símbolos emergem das madeiras, cristais e pratas.
Os materiais utilizados são históricos e com memória.

Madeira nos recorda floresta e uma condição fixa e viva.

Cristais são os ossos do mundo, onde tudo é solidificado por séculos.

Prata nos remete a Lua, o metal sentimental que nos toca nas memórias emotivas.  

Em sua manufatura são abertos caminhos desconhecidos que são resolvidos no próprio ato; dando assim personalidade e registros que as marcam como únicas; o erro e o acidental são tratados com a mesma naturalidade e organicidade onde improviso e liberdade são condutores das ações.   


As formas de todas as peças não se encerram em si mesma, são princípios onde o fundamento do corpo do usuário conversa intimamente com cada objeto. Seus significados e intenções são potencializados por cada pessoa, dentro de suas referências e necessidades.

Joalheria ritualística vem da produção e estudos dedicados sobre cada matéria, como usá-la e respeitá-la dentro de sua história e principais forças. No rito as joias são utilizadas para aumentar nossas potências diante do momento entre o contato do físico com o metafísico.

LASCAA propõe esse encontro." 

- Rodolfo Borbel Pitarello